22.05.2019 / Notícia

Tudo enquadrado: é assim que se otimiza a zona de isolamento

Por fora é quase invisível o isolamento térmico das janelas de alumínio, mas trata-se, mesmo assim, de um fator chave para o conforto e a poupança de energia no lar. Através da união dos caixilhos exteriores e interiores do sistema de metal por meio de barras de isolamento insulbar forma-se uma zona de isolamento no interior desta estrutura composta. Na configuração desta zona, o construtor tem diferentes opções ao seu dispor para otimizar o isolamento térmico e implementar a nível construtivo o desejado valor Uf desejado. A questão fulcral são aqui as diferentes formas de transmissão de calor.

Os 3 tipos de transmissão de calor

O calor é energia que, através da condução térmica (transmissão), fluxo térmico (convecção) e radiação (emissão) flui sempre no sentido da temperatura mais baixa.

Exemplo do princípio da condução térmica no isolamento térmico de sistemas de metal: uma panela com água quente.
A condução térmica depende do material. A energia é aqui transmitida em corpos sólidos através do movimento mais acentuado das partículas. A energia térmica é assim transmitida para as partículas contíguas. Exemplo: Aquecimento de água num fogão.
Exemplo do princípio da convecção na zona de isolamento de um composto de metal: uma sala aquecida.
No caso da convecção, a energia térmica é transportada por um fluido que flui (líquido ou gás). Uma característica típica é a célula de convecção na qual circula líquido ou gás num circuito entre a fonte de calor e a fonte de frio. Exemplo: Circulação de ar numa sala aquecida.
Exemplo do princípio da radiação térmica no isolamento térmico de perfis metálicos para janelas e fachadas: uma garrafa térmica.
No caso da radiação térmica, a energia é transportada por meio de ondas eletromagnéticas (geralmente luz infravermelha). Exemplo: A superfície interior espelhada em garrafas térmicas diminui a perda térmica por radiação através da reflexão.

 

Otimização da zona de isolamento

Para um isolamento eficiente e adaptado às respetivas exigências, torna-se necessário combinar e ajustar com precisão muitas variáveis individuais na área do isolamento. Aqui aplicam-se, em especial, os diferentes tipos de transmissão de calor (ver ilustração):

Vista sobre a zona de isolamento do canto de uma janela composta de perfis de alumínio com isolamento térmico insulbar.

•    Para minimizar a condução térmica, são utilizados materiais com reduzida condutividade térmica e elevada resistência, por exemplo poliamida 66 reforçada com fibra de vidro.

•    A redução das espessuras das paredes e o aumento das profundidades de isolamento destes perfis isolantes são outras opções para manter reduzida a passagem de calor por transmissão.

•    A diminuição dos espaços ocos dentro da zona de isolamento provoca uma minimização da circulação do ar, ou seja da convecção. Perfis de isolamento com câmaras ocas ou perfis com linguetas direcionadas para dentro criam essas células de convecção mais pequenas.

•    Uma forma muito eficiente é a utilização de barras com lingueta sobre a qual está aplicada uma fina película Low E. Esta película de alumínio garante aqui uma elevada reflexão da radiação térmica e funciona de forma idêntica ao princípio da garrafa térmica.

Passo a passo até ao valor Uf desejado

A ilustração mostra com base em cortes exemplificativos como é possível otimizar passo a passo o valor Uf do ponto de vista da tecnologia térmica com as medidas supra mencionadas com a ajuda de perfis de isolamento insulbar da Ensinger. Através da alteração de cada parâmetro, o coeficiente de transmissão térmica é minimizado até ao valor pretendido.

Minimização passo a passo do valor Uf de um sistema de metal através da otimização de cada variável no isolamento térmicoPasso a passo até ao valor Uf desejado: Através da alteração de cada parâmetro, o coeficiente de transmissão térmica é minimizado até ao valor pretendido.

Conclusão: A combinação resulta!

Para isolar caixilhos de alumínio de forma eficiente do ponto de vista térmico, o construtor tem muitas opções, mas tem de combinar entre si os diferentes ajustes. Pois, a otimização da tecnologia térmica com base apenas num único fator possui limites funcionais e mecânicos. São necessárias, por exemplo, espessuras mínimas da parede para garantir a resistência exigida do perfil de isolamento térmico. Também um determinado orçamento pode ter efeitos limitantes sobre a construção da zona de isolamento. Mas, se as variáveis mencionadas forem ajustadas com precisão entre si, é possível alcançar na combinação o isolamento térmico ideal e o valor Uf desejado na respetiva largura visível. Assim é possível poupar energia valiosa e, simultaneamente, melhorar consideravelmente o conforto em casa.

Gostaria de saber mais sobre as opções de otimização do isolamento térmico, então ficamos à espera do seu contacto! Os nossos especialistas da tecnologia de aplicação terão muito prazer em lhe mostrar as opções disponíveis.